Base de dados : LILACS
Pesquisa : 537998 [Identificador único]
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 1 LILACS  
             
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: 537998
Autor: Silva, Michelle Christine Ferreira; Carvalho, Paulo de Tarso Camillo de; Reis, Filipe Abdalla dos; Belchior, Ana Carulina Guimarães; Pereira, Daniel Martins; Silva, Baldomero Antônio Kato da.
Título: O efeito do treinamento utilizando o método pilates sobre a flexibilidade de musculatura posterior de coxa / The effect of the training using the pilates method on the flexibility of the hamstrings
Fonte: Ter. man;7(31):161-167, maio-jun. 2009. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: Nos dias atuais, percebe-se uma enorme expansão de adeptos ao método Pilates por todo o mundo, no entanto, há uma carência de evidências científicas sobre os reais resultados do método sobre a flexibilidade. Objetivo: Analisar o incremento da flexibilidade do músculo isquiotibial após 30 sessões utilizando o método Pilates. Métodos: Foram avaliadas 15 participantes, sexo feminino, idade média de 23,93 (±4,32) anos, peso médio de 55,11 (±3,46) e altura média de 1,63 (±0,02), com Índice de Massa Corporal médio de 20,67 (±1,17), foram realizados exercícios de Pilates no solo durante 10 semanas com duração de 50 minutos e freqüência semanal de três vezes. O instrumento utilizado para as mensurações do ângulo poplíteo (AP) foi o goniômetro universal, sendo as medidas realizadas previamente ao início do experimento e após as 10 semanas pelo mesmo examinador clínico. O nível de rejeição da hipótese de nulidade adotado foi de p < 0,05 e utilizou-se o teste t de Student para tratamento estatístico. Resultados: Houve aumento da flexibilidade estatisticamente significamente (p < 0,0001) após a utilização do método Pilates como treinamento para ganho de flexibilidade. Conclusão: Concluiu-se que o protocolo de treinamento utilizando o método Pilates foi eficaz para o incremento da flexibilidade na musculatura posterior da coxa.

Introduction: Nowadays, we find a huge expansion of the Pilates method adepts around the world; however, there is alack of scientific evidence about the actual results of the method on flexibility. Purpose: To analyze the increase in the flexibility of the muscle hamstring after 30 sessions using the Pilates method. Methods: It was evaluated 15 females participants, with an average age of 23.93 (± 4.32) years, average weight of 55.11 (± 3.46) and average height of 1.63 (± 0.02), with average Body Mass Index of 20.67 (±1.17), were made mat Pilates exercises for 10 weeks withduration of 50 minutes and frequency of three times weekly. The instrument used for measuring the popliteal angle(PA) was the universal goniometer, and the previously measures undertaken to the beginning of the experiment and after 10 weeks by the same clinical examiner. The level of rejection of the invalidation hypothesis adopted was p <0.05 and using the test t Student for statistical treatment. Results: There was an increase of the flexibility statistic all y significantly (p < 0.0001) after the use of Pilates Method as a training to gain flexibility. Conclusion: It was concluded that the protocol of training using the Pilates method is effective to the increase of flexibility in the hamstrings.
Descritores: Maleabilidade
Amplitude de Movimento Articular
Terapia por Exercício
Modalidades de Fisioterapia
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Responsável: BR512.1 - Biblioteca Setorial do Centro de Ciências da Saúde



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde