Base de dados : LILACS
Pesquisa : 733635 [Identificador único]
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 1 LILACS  
             
seleciona
para imprimir
Fotocópia
experimentalDocumentos relacionados
Id: 733635
Autor: Melo Filho, Adriano; Thomé, Geninho; Fontão, Flávia Noemy Gasparini Kiatake; Padovan, Luis Eduardo Marques; Melo, Ana Cláudia Moreira.
Título: Análise radiográfica e tomográfica do reparo ósseo na instalação e carga imediata de implantes cone-morse, com provisionalização imediata e uso de biomaterial: série de casos / Radiographic and tomographic analysis of bone repair in the immediate placement and loading of morse taper implants with immediate provisional restoration and use of biomaterial: case series
Fonte: ImplantNews;11(6a):127-131, 2014. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: avaliar o comportamento ósseo ao redor de implantes cone-morse, imediatamente instalados após exodontia e carregados com prótese provisória imediata e biomaterial concomitante. Material e métodos: oito pacientes tiveram seus dentes extraídos por motivo de cárie ou fratura radicular, sem levantamento de retalho. A presença de 4 mm de osso apical ao alvéolo foi critério de inclusão. Implantes cone-morse (3,5 mm e 4,3 mm) foram instalados seguindo a parede palatina (torque > 35 Ncm). O gap foi preenchido com biomaterial (hidroxiapatita e fosfato tricálcio). Coroas em resina acrílica foram cimentadas provisoriamente. Radiografi as periapicais foram realizadas imediatamente (T0) e quatro meses depois (T4), nas faces mesial e distal, considerando a crista óssea (COA) e o ponto de contato ósseo com a face lateral do implante (FLI). TCFCs com afastamento labial foram usadas para avaliar a altura, a espessura óssea da face vestibular em três níveis e a plataforma do implante 3 mm e 6 mm em direção apical. Resultados: não houve alteração estatisticamente significativa nas alturas ósseas proximais (COA e FLI), tanto na face mesial como distal. Em relação à altura da face vestibular, não foi observada alteração estatisticamente significante (0,16 + 0,64 mm). Observou-se redução estatisticamente significante na espessura óssea medida 3 mm aquém da porção cervical do implante (0,58 + 0,54 mm). Conclusão: ao final do tempo de acompanhamento de quatro meses, e de acordo com a metodologia empregada, pôde-se concluir que houve contribuição para minimização dos efeitos de reparo ósseo ao redor desse tipo de implante, apesar do acompanhamento a médio e longo prazo ser necessário para consolidação desses dados.(AU)
Descritores: Implantes Dentários
Substitutos Ósseos
Prótese Dentária
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Responsável: BR243.1 - Serviço Técnico de Biblioteca e Documentação



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde